Paulo e a igreja de Tessalônica

Esta obra, Primeira Carta aos Tessalonicenses, aborda o tema do Mês da Bíblia de 2017, promovido pela Igreja Católica Apostólica Romana. Salienta a importância deste primeiro escrito no contexto do Novo Testamento. Paulo, ao escrever a Primeira Carta aos Tessalonicenses, inaugurou na e para a Igreja o processo de formação do Novo Testamento. Ao fazer uso da escrita para se comunicar com os fiéis de Tessalônica, não apenas revelou a grandeza do seu zelo e ardor missionário, mas inovou e iniciou um modo de se fazer presente, de interagir e de acompanhar a vida dos fiéis e das comunidades cristãs que se multiplicavam principalmente fora da Palestina.

Segundo Paulo, o ministério dedicado ao Evangelho acontece em meio a diversas provações e dificuldades. Estar do lado de Deus e fazer a sua vontade, como discípulo de Jesus Cristo, é uma opção pelo bem, pela justiça e pela verdade que liberta na caridade. O Evangelho anunciado por Paulo e seus companheiros entre os tessalonicenses não era a proclamação de mais uma religião, mas a força de um evento salvífico e pleno de amor: o Mistério Pascal de Jesus Cristo. Não um amor feito de palavras, mas concretizado na total doação na cruz: "Ninguém tem maior amor do que aquele que dá sua vida em favor dos amigos" (Jo 15,13). Paulo assimilou e fez do seu amor a Jesus Cristo a razão do seu ser e do seu ministério apostólico e eclesial. Esse amor se fez carta e foi enviada aos fiéis de Tessalônica: Paulo, Silvano e Timóteo à igreja dos tessalonicenses em Deus Pai e no Senhor Jesus Cristo. Graça e paz a vós (1Ts 1,1).

ONDE COMPRAR


Paulinas
Leonardo Agostini Fernandes
9788535642827
15,5 x 23,0 cm
128
1
2017